A vida e as formas #3 – Vera Chytilova

Excêntrico e anárquico, o filme Daisies, de Vera Chytilova, é um dos representantes mais célebres do movimento que ficou conhecido como a Nouvelle Vague Tcheca, responsável por um período de intensa produção no país, interrompido apenas pela invasão soviética em 1968. Banido do país no ano anterior, o filme já havia causado polêmica pelo tratamento completamente anticonvencional dado à história de duas jovens que resolvem se divertir às custas da aristocracia tcheca, invadindo festas, enganando burocratas e provocando uma verdadeira catástrofe culinária num banquete (razão alegada para o banimento). Mais que a trama, contudo, o que interessa em Daisies é especialmente o caráter lúdico da encenação, a montagem astuciosa, a riqueza sonora e visual da narrativa.

Daisies
Vera Chytilova, Rep. Tcheca, 1966, 74 min
Duas jovens, Maria I e Maria II, resolvem se rebelar contra um mundo aristocrático e conservador num fluxo delirante de transgressões, jogos surrealistas e destruição material.

Belo Horizonte | quarta 18 às 19h30
Curitiba | sexta 20 às 19h30

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: