Bate Papo dia 21 e 23

Alô amigos de Belo Horizonte e Vix (Vitória),

Mas alguns comentários sobre os filmes e vídeo de A Vida das Imagens,  Ivana Bentes

unorasolativorrei.Arquivos.16mmEstarei nesta quarta, dia 21 (no Palácio das Arte em BH) e na sexta dia 23 (Cine Metrópolis em Vitória-ES) para uma conversa sobre os filmes e vídeos da mostra  “A Vida das Imagens” que fiz curadoria para o Itáu Cultural. Para quem trabalha com filmes de arquivo e remix destaco vivamente os Programas 2, 3 e 4 com os filmes Passagem ao Ato; Happy End, Double Take e DIAL History, Cinema Espelho do Mundo, e Queria te ter só por uma Hora.

Ainda não falei do ” Cinema Espelho do Mundo”, da série de episódios do diretor vienense Gustav Deutsch, que faz um trabalho incrivel de levantamento de imagens do inicio do cinema em filmes de 30 minutos cada em vários episódios autônomos. “Welt Spiegel Kino” ( “World Cinema Mirror”)  é uma work in progress, com materiais found footage do primeiro cinema e tem até agora 3 episódios:  com materiais de Viena/Áustria,  em Porto/Portugal e na Indonésia.

Vamos exibir o Episódio 1 (Episode 1: Kinematograf Theater Erdberg, Wien 1912) que mostra tomadas panorâmicas históricas pelas ruas e praças de Viena, as massas absortas  nas ruas, como descreveu Walter Benjamin (na observação de Michael Loebenstein). De repente, na montagem de Deutsh, a câmera se detem sobre um desses transeuntes anônimos e cria um link para “personagens”, de filmes de ficção da época, fatos do período, fazendo associações extremamente criativas e inusitadas, apenas visuais, sem qq explicação. O material de arquivo se torna hipertextual e é “atualizado”, linkado, tornado o arquivo “vivo”.

As imagens históricas são sempre tomadas em torno de salas de cinema e as imagens mágicas dessas multidões em preto e branco, aflitas, velozes, contemplativas, frenéticas criam um estranho sentimento de nostalgia e precipitação do futuro, quando todos nós seremos também apenas imagens entre imagens.

Gustav Deutsch é um artista do video, instalações, com obras que exploram a fenomenologia do filme e a materialidade da película como suporte.


Gustav.deutsch_wskporto

Episode 1: Kinematograf Theater Erdberg, Wien 1912

Episódio 2: Apollo Theater, Surabaya 1929

Episódio 3: Cinema São Mamede Infesta, Porto 1930

Queria te Ter Só por Uma Hora

Outro filme que me chamou atenção desde a primeira vez que vi, no Festival de Locarno de 2002 (acompanhava AO no júri), na mostra competitiva foi Queria te Ter Só por Uma Hora (Un’ora sola ti vorrei)  da  italiana Alina Marazzi, que acabou premiado.

Ela usa filmes de família (rolos e rolos de 16mm), fotos, cartas, diários, prontuários médicos, gravações de sons, uma miríade de materiais de arquivo e as músicas italianas (com todo um repertório e carga sentimental ( como a derramada canção que dá nome ao filem http://www.youtube.com/watch?v=hr1IPFdCeW8&feature=related)) e que conseguem de forma surpreendente reconstituir fragmentos de sentido de imapsses de uma vida.  A vida (antes de Aline nascer e depois) da própria mãe da cineasta, que se suicidou em 1972, quando ela tinha 7 anos, numa família que parecia ter tudo.

unorasolativorrei.Mae Un'ora sola ti vorrei.Marazzi.Arquivos Un'ora sola ti vorrei.Marazzi.arquivo2

Os links para os trailler e trechos desses filmes estão no meu canal do You Tube Hipercampo http://www.youtube.com/user/hipercampo

DIAL History http://www.youtube.com/user/hipercampo#p/a/f/0/AMsLFCP0Fso

Double Take http://www.youtube.com/watch?v=pCKyyb_3VX0&feature=related

Traillee Queria Te ver só por uma hora http://www.youtube.com/watch?v=md6Wb1JXZvE&feature=fvw

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: